Blog Coletivo

Blog coletivo - Para colaborar com este blog, veja a página "Como participar".

Amigo seguidor, faça parte da lista "Amigos Lado a Lado nesta Terra". Veja como em "Como participar".

Pesquisas - Nossa primeira pesquisa é sobre o Pau-Brasil. Veja na página Pesquisas e caminhe de mãos dadas com a Terra.

domingo, 7 de agosto de 2011

Noni - O que devemos saber

Este post foi por mim publicado em 26 de abril de 2010 no blog Multivias.



Noni. Não conhecia, nunca tinha visto. Indo à Goiânia, fui apresentada para a tal plantinha. Minha cunhada ganhou uma muda e plantou na calçada de sua casa. Não sei sua altura em seu habitat natural. Essa das fotos que fizemos tem mais ou menos um metro e meio. Parece que agora virou febre: serve pra tudo! De uma simples dor de cabeça até câncer! A Internet está cheia de bons intencionados falando sobre os efeitos da noni, uma planta que cura mais de cem doenças e não tem efeitos secundários, dizem. Como sempre desconfio desses milagres, pesquisei além dos interesses comerciais e descobri que há, sim, efeitos colaterais. Entre as fotos há informações diversas além de uma matéria-alerta que encontrei.  




Noni, nono, all. (Morinda citrifolia). Família das rubiáceas. Arbusto originário do Sudoeste da Ásia, bastante difundido no Taiti. Segundo o site mercadolivre a fruta noni e as várias partes da árvore servem para muitas doenças e seu uso varia de acordo com o país:
"Na China, Japão e Tahiti, várias partes da árvore (folhas, flores, frutos e tronco) servem para tratamento da febre, tratamento dos olhos e problemas da pele, gengivite, constipação, dores de estômago, ou dificuldades respiratórias. Na Malásia, acredita-se que as flores aquecidas desta planta aplicadas no peito, curam a tosse, náusea e cólicas. Nas Filipinas, é extraído o sumo das folhas como tratamento para a artrite.
O tronco desta árvore produz uma cera castanho-púrpura, chamada de cera-batik, aplicada em pintura sobre tecido, normalmente seda (pintura sobre seda). Conhecida por ser produzida com esta finalidade na ilha de Java, na Indonésia. 
No Havaí 
é extraída uma tintura amarelada da raiz para tingir tecidos. No Suriname assim como em outros países, a árvore serve como pára-vento, suporte para videiras,  e também árvores de sombra para arbustos de café. A fruta é também usada como "champô" (shampoo, no Brasil) na Malásia, onde se acredita que ajuda no combate aos piolhos." In: http://guia.mercadolivre.com.br/ .

--------------


Informações do site http://medplan.com.br/docs/noni.pdf :

"NONI, fruta milagrosa? Verdades e mitos.

Com o nome científico de Morinda citrofilia, o noni é uma pequena árvore de
origem asiática cujo uso no mundo é bastante difundido. Ele é mais popular nos Estados
Unidos e em alguns países da Europa, sendo seu consumo no Brasil ainda recente. O fruto é
verde, parecido com a fruta do conde, aparecendo geralmente apenas em forma de suco
engarrafado. Existe um grande interesse na sua utilização na medicina popular devido às
“supostas propriedades farmacológicas” que possui; chega-se a afirmar que alcance mais de
120 problemas de saúde que podem ser tratados, e até curados, com a planta e seus extratos.
Assim, considerando-se toda essa curiosidade a cerca do noni, estamos à frente de um mito
ou uma verdade?
De fato, há muitos trabalhos científicos em execução com o objetivo de avaliar se o
noni realmente tem propriedades medicinais, como atividades antibiótica, antiinflamatória,
analgésica, e, até mesmo, inibidora do câncer. O seu mecanismo de ação ainda é
desconhecido, com alguns estudos em fase inicial (in vitro e em animais) sugerindo
atividade antioxidante, anti-angiogênica e anti-tumoral, o que se deve a seus componentes,
em especial às antraquinonas.
Em contrapartida, há relatos de algumas reações adversas associadas ao seu
consumo. O suco de noni pode ocasionar elevação das enzimas hepáticas (lactato
desidrogenase e transaminases), diminuir o trânsito gastrintestinal (interagindo com
medicações que são usadas por via oral), potencializar o efeito dos antiinflamatórios e
impedir o crescimento de novos vasos sanguíneos, devendo ser usado com cautela em
pacientes com lesões e no pós-operatório. Alguns produtos de noni contêm alto teor de
açúcar e de potássio, o que pode ser potencialmente prejudicial em diabéticos e doentes
com comprometimento da função renal. Além disso, por conta do seu efeito antioxidante, o
noni pode interagir com a radiação ionizante e os quimioterápicos, estando contra-indicado
em pacientes em quimioterapia ou radioterapia.
A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) levanta dúvidas sobre a
finalidade e a segurança do produto. E cita ainda, diversos relatos de casos devidamente
publicados em revistas científicas indexadas sobre a associação do consumo do suco de
noni a casos de toxicidade hepática. Também, ainda é muito grande a falta de estudos
sistemáticos avaliando o suco de noni em humanos nos países onde o produto é
comercializado. Por conta disso, a ANVISA proibiu a comercialização de produtos
contendo noni no Brasil até que os requisitos legais que comprovem de sua segurança de
uso sejam atendidos.
Nessas condições, verifica-se que as publicações científicas a cerca do noni ainda
necessitam de uma avaliação mais precisa que ateste tanto a segurança quanto a eficácia
deste como medicamento natural. Tal avaliação de segurança/eficácia é de grande valia em
tratamentos para problemas de saúde complexos como o câncer. Dessa forma e, tendo em
vista também as suas possíveis propriedades antioxidantes, até o presente momento não é
aconselhável o uso do noni por pacientes em tratamento oncológico."

-------------------

9 comentários:

JAIRCLOPES disse...

Tamb´m nunca\tinha ouvido falar dessa planta aparentemente milagrosa. Mas, parece, é o caso de desconfiar do santo milagreiro. Bela postagem e fotos ótimas. Parabéns, JAIR.

Leonel disse...

Alô, Luísa!
É bom ir com cuidado com essas plantas medicinais "mágicas", que curam tudo!
Apesar da planta segundo indicado, ter reais propriedades, seus efeitos colaterais não podem ser avaliados somente por leigos.
Eu não conhecia essa planta.
Abraços, Luísa!

Luísa N. disse...

Sim, Jair e Leonel, precisamos ter cuidado com plantas "que servem prá tudo", não é mesmo? Já vi muitas assim, parece que a cada década aparece uma. A da vez é essa aí!

Um grande abraço, amigos!

Antonio Machado disse...

Olá Jair, obrigado pela visita e pelos gentis comentários.
Gostei muito do seu blog, também sou um amante da natureza.
Se você quiser adquirir uma obra podemos conversar. Virei mais vezes para ler e curtir as matérias do seu blog. Eu também gosto muito de ler.
Um abraço

Mariana disse...

Nunca experimentei uma planta como medicamento...
Há alguma que seja igual que o valtrex, assim posso tentar alguma vez?

Anônimo disse...

JÉSSICA... eu sou de areia branca RN e a minha avô vivia se sentido mal mas depois que ela passou a tomar o suco do noni ela melhorou 100% mas ao ver essas reportagens ela parou de tomar, então passou a sentir tudo de novo.. EU ACREDITO NESSA PLANTA PASSAR DESSES DESSAS DESCONFIANÇA.

Anônimo disse...

MEU NOME É JÉSSICA... eu sou de areia branca RN e a minha avô vivia se sentido mal mas depois que ela passou a tomar o suco do NONI ela melhorou 100% mas ao ver essas reportagens ela parou de tomar, então passou a sentir tudo de novo.. EU ACREDITO NESSA PLANTA APESAR DESSAS DESCONFIANÇA.

Marly disse...

Olá, acho válido a sua pesquisa e comentario, mas sei que neste nosso Brasil tudo o que for de acesso a cura por meios mais acessiveis serão sempre barrados pelas grandes Industrias, acredito que o cancer é uma doença rentavel a essas industrias e por isso jamais encontrarão a cura, minha mãe e minha irmã faleceram com essa doença.

Anônimo disse...

Ola meu irmão era diabético começou a tomar o suco do noni há uns dois anos um médico chegou a afirmar que ele não era diabético ele ficou muito feliz e continuou tomando o noni mas perdi meu irmão ha dois dias com pancreatite.
Os medicos disseram que POSIVELMENTE TENHA SIDO CAUSADO PELO NONI.Se a fruta é antiflamatoria por que ele pegou inlfamaçao no pancreas?Não foi encontrado nos exames nivel de alcool ou gordura para atingir o pancreas.

Related Posts with Thumbnails